Notícias

Todas Notícias

Taiwan proíbe testes de cosméticos em animais

Taiwan proíbe testes de cosméticos em animais (Foto: Reprodução Internet)

Taiwan aprovou uma legislação que proíbe os testes de cosméticos, tanto dos produtos finais como dos seus ingredientes, em animais. A legislação entrará em vigor em 2019. Com esta medida, o país junta-se à União Europeia, Noruega, Israel, Índia, Nova Zelândia, Coreia do Sul, Turquia e a vários estados do Brasil, que já decretaram proibições totais ou parciais destes testes.

“Este é um momento para celebrar, agora que Taiwan se junta ao movimento internacional crescente (…) para acabar com a crueldade nos cosméticos no sudeste da Ásia, tornando-se o primeiro país na região a banir os testes de cosméticos em animais”, declarou Claire Mansfield, da campanha #BeCrueltyFree da Humane Society International (HSI).

Joy Liou, da organização Taiwan SPCA, que juntamente com a HSI tiveram um papel decisivo para a aprovação da legislação, felicitou esta medida, salientando que o próximo passo é a proibição da venda de produtos de beleza importados que tenham sido testados em animais. “Testar cosméticos em animais causa-lhes dor e sofrimento para se obterem resultados dos ensaios que nunca se provaram que garantissem a segurança das pessoas e que não representam a ciência moderna”, disse.

Fonte: Olhar Animal

Loja Animale Petshop é inaugurada em Jacaraípe

No último dia 29 de outubro, o Animale Pet Shop inaugurou sua nova loja em Jacaraípe. Com um espaço de mais de 140 mts, oferece aos seus clientes clínica veterinária, banho e tosa, uma variedade de rações de excelente qualidade, medicamentos e além de uma atendimento diferenciado e acolhedor. No dia 23 de novembro completará 1 ano de bons serviços. Sob a direção de Gustavo Rodrigues de 26 anos, está de portas abertas para receber você e seu bichinho de estimação. A inauguração contou com a presença de vários amigos e clientes que se deliciaram com um reforçado café da manhã.

Venha e conheça a nova loja da Animale Pet Shop em Jacaraípe!

Iniciativa de construção de casas para cachorros de rua

Iniciativa de construção de casas para cachorros de rua (Foto: Reprodução Internet)

Em muitos países, a quantidade de cachorros que vivem nas ruas é um grande problema que não sabem como solucionar ou não têm os meios necessários para que as campanhas deem frutos. Por isso, algumas organizações privadas se encarregam de dar a esses cachorros sem tutor, abrigo e comida. Neste caso, vamos contar a você sobre uma iniciativa voltada à construção de casas para cachorros de rua sob o lema: “se você não pode oferecer aos cachorros um lar, pelo menos construa um para eles”.

Projeto chileno de casas para cachorros de rua

chile_iniciativa_construao_casas_cachorros_rua_2

A cidade de Coquimbo está repleta de bichinhos que perambulam pelas ruas, brigam por lixo, que se machucam quando há uma cachorrinha no cio… isso não é algo que passe despercebido pelos moradores, mas são poucos os que realmente fazem algo a respeito.

Um grupo de jovens se reúne duas vezes por semana (às terças-feiras e aos sábados) para confeccionar casas de papelão e materiais reutilizáveis que proporcionem abrigo e refúgio aos cachorros sem-teto. Amor e Resgate Cachorrinhos de Rua é o nome dessa organização fundada por uma garota de 15 anos que começou dando de comer aos cachorros da Praça Principal dessa cidade e que logo foi agregando adeptos para sua iniciativa.

Eles se encarregam de conseguir caixas de papelão nos mercados e lojas vizinhas e, então, adaptam-nas para que os cachorrinhos tenham onde dormir, sobretudo quando faz frio. Embora o papelão não seja um material à prova d’água, a ideia é que os animais contem com pelos menos um teto e um lugar quente onde passar a noite.

Duas iniciativas similares na Argentina com casas para cachorros de rua

“Projeto Ambulante” é um dos tantos que desejam dar aos cachorros de rua uma vida melhor. Com a permissão dos vizinhos do quarteirão, os voluntários disponibilizam uma casa para cachorros que “vivem” no bairro. Além disso, se encarregam de vaciná-los e esterilizá-los.

Porém, sua ação não termina aí, já que fazem um acompanhamento do animal, alimentam-no e buscam para ele um lar definitivo. Pelo fato de não receberem ajuda do governo e de nenhuma organização, eles pedem que os cidadãos se envolvam doando materiais, não dinheiro.

“Se não posso dar a eles o meu lar, consigo, pelo menos, dar a eles um teto”, esse é o lema desse grupo que constrói as casas com madeira para que sejam mais resistentes, no interior delas colocam mantas, colchões ou telas e do lado de fora colocam um prato com comida e outro com água.

O segundo exemplo que vale a pena imitar é de um grupo de mulheres da cidade do Paraná, também na Argentina, que instalam “uma casinha solidária”, casinhas de madeira para que os cachorros de rua possam se proteger do frio ou da chuva.

chile_iniciativa_construao_casas_cachorros_rua_3

 

Fonte: Olhar Animal

Mariana e Shogun

Meu nome é Mariana Sepulcri e esse é o meu gordelícia Shogun, é meu beagle bagunceiro de 2 anos que só me dá felicidade! Um pacotinho de amor, com uma orelha tão macia que é impossível não apertar!
Moramos em Campo Grande, Cariacica.

Homem invade recinto de panda, acorda animal e é atacado

Um homem acabou se dando mal após invadir o recinto de um panda no zoológico de Nanchang, na província de Jiangxi (China), na última quinta-feira (27).

Imagens das câmeras de segurança registraram que, após entrar no local, o homem começou a mexer com o panda Meiling, de 12 anos e 120 quilos, que dormia em um canto.

Após acordá-lo, o invasor foi atacado pelo animal e acabou entrando em uma luta contra ele. O “vencedor” acabou sendo o urso, que imobilizou o homem por alguns minutos antes de ele conseguir se soltar das garras do panda e fugir.

Segundo o site Sky News, o porta-voz do zoo, Kuang Huaming, disse que o invasor deixou o zoológico logo escapar do recinto e não foi encontrado. Testemunhas ainda disseram que ele estava com a calça bastante rasgada ao sair do local, mas parecia estar bem. O panda passou por exames médicos e passa bem.

De acordo com a CCTV News, o vídeo da invasão seguida de ataque e luta viralizou no país. A população pede que o homem, que seria um turista, seja localizado e punido pela atitude inapropriada.

 

Fonte: Olhar Animal

 

Centenas protestam contra a volta de touradas em Barcelona, Espanha

O partido PACMA luta pelo direito dos animais. (Foto: Noroeste)

Centenas de pessoas caminharam pelas ruas de Barcelona para protestar contra a volta das touradas na cidade.

A corte constitucional da Espanha anulou no dia 20 de outubro uma proibição regional da Catalunha com relação às touradas, dizendo que a mesma violava uma lei nacional que protege o controverso espetáculo.

O partido PACMA de direitos dos animais convocou a manifestação no dia 22 como parte de sua “missão de abolição”. O PACMA disse que continuará sua briga para por fim a todos os espetáculos de touradas no país.

Barcelona é a capital da Catalunha, a poderosa região norte do país que proibiu as touradas em 2010. A proibição reflete um crescente movimento contra as touradas, mas foi vista também como um caminho nas gestões do governo catalão no sentido de separar-se da Espanha.

O PACMA também convocou manifestações em Madri e outras cidades.

Tradução de Nelson Paim

Fonte: Olhar Animal

Cadela paraplégica se ‘alia’ com cães e arrecada ração para ONG de animais

Fantasiada de ‘abóbora’, cadelinha fez pedido: ‘Petiscos ou travessuras?’. Cerca de 130 kg de ração foram doados para cães e gatos de Sorocaba.

Cadela foi vestida com uma fantasia de abóbora (Foto: Patrícia Alcoléa/Arquivo pessoal)

“Doces ou travessuras?”, ou melhor, “petiscos ou travessuras”. Para celebrar o Dia das Bruxas, a tutora de uma cadelinha paraplégica que ficou famosa na internet pela sua história de superação a vestiu de abóbora e, juntas, arrecadaram com a ajuda de outros cães que também ganharam as redes sociais, mais de 100 quilos de ração para cães e gatos. Esta é a segunda vez que a dupla de Sorocaba (SP) se inspira no Halloween para ajudar uma ONG que resgata animais abandonados. Em 2015, Alê usou um chapéu de bruxa e saiu pela cidade com a cadeira de rodas toda personalizada.

Ao G1, Patrícia Alcoléa conta que apesar do sucesso da ação no ano passado, dessa vez o foco foi outro: conseguir os alimentos com pets conhecidos na web.

“Cada vez mais as páginas na internet crescem. Então, decidi ir atrás deles para ver se topavam entrar na brincadeira. Fiquei um pouco receosa no começo, achando que ninguém iria topar, mas pelo contrário, as pessoas e seus pets me receberam muito bem e fizeram suas doações”, diz.

A brincadeira reuniu os animais que têm muita história de superação por trás dos latidos. Além da “Alê”, o cão chamado de “Cupcake”, que tem somente duas patas, participou da ideia. “Teve até bichinho de longe participando, como o cãozinho Gui, de Jaú; a Rapozinha, do Rio Grande do Sul, e a Vida e o Petit do Rio de Janeiro (RJ). Nesse caso, eles me mandaram vídeos respondendo à pergunta: “petisco ou travessura?”, explica a publicitária.

ale-e-cupcake

(Alê encontrou outros cães com histórias de superação (Foto: Patrícia Alcoléa/Arquivo pessoal)

Gatos também podem

De acordo com Patrícia, além dos cães, o diferencial desta vez foi a inserção de gatos. “As pessoas esquecem que nas ONGs também têm gatos esperando por um lar e precisando de comida”, comenta a tutora da cadelinha youtuber, que mantém uma página nas redes sociais com conteúdo lúdico sobre o mundo dos pets.

Além da diversão, a ideia de arrecadar doação deu certo, já que cerca de 130 quilos foram adquiridos. Toda a ração foi encaminhada à Associação de Abrigo Temporário de Animais Necessitados (AATAN). “Estou bem contente com o resultado, mas principalmente por poder ajudar aqueles [animais] que não tem um lar e necessitam de ajuda”, finaliza.

 

racao

‘Aleijadinha –Alê’

As publicações que deixaram a cadela famosa na internet são administradas pela Patrícia que coleciona mais de 21 mil curtidas na página. “Alê” ganhou uma segunda chance ao ser encontrada pela irmã da publicitária se arrastando em uma rodovia, debilitada e sem o movimento das patas traseiras.

Em meio a machucados e sem os movimentos, a cachorrinha foi encaminhada para dois veterinários. Com uma nova família e recuperada dos ferimentos, Alê enfrentou a fase de fisioterapia.

Atualmente, a família se desdobra para zelar pelo bem-estar da Alê e dos outros três cães da casa. Segundo Patrícia, além da cadeira de rodas especial, ela precisa usar fraldas, consequência de ter perdido o controle das fezes e urina.

Dos dias em que se arrastava para sobreviver sozinha em uma rodovia até hoje, quem conhece Alê se comove, segundo Patrícia. Mas, ela garante que a cadelinha se adaptou e está cercada de amor para aproveitar o resto da segunda chance de viver. “Eu queria que as pessoas soubessem que não precisam ter pena, pois ela é muito feliz e tem todos os recursos que precisa para viver bem”, finaliza.

sp_sorocaba_cadela_paraplegica_alia_caes_arrecada_racao_ong_6sp_sorocaba_cadela_paraplegica_alia_caes_arrecada_racao_ong_5

Dona mantém página em rede social da cadela de estimação (Foto: Patrícia Alcoléa/Arquivo pessoal)

Fonte: Olhar Animal

Conheça os benefícios da castração animal

A castração previne doenças e ninhadas indesejadas

Nem todos os cães e gatos que nascem nas ruas conseguem um lar. A castração, além de reduzir a quantidade de ninhadas indesejadas, ainda previne de doenças. Há muitos cães de rua onde você mora? Castrar seu cão é um ato de responsabilidade. Há muitos mitos a cerca da ação, entre eles, que as fêmeas devem ter uma ninhada antes de serem castradas ou que os machos ficarão tristes. Todas as afirmações são falsas.
Muitos filhotes que nascem acabam abandonados ou em situação de risco. Já imaginou quantas fêmeas entraram no cio, nos últimos anos, em seu prédio ou na sua rua? Esses possíveis “parceiros” são percebidos à distância por eles, mas não pelos humanos. Ou seja, instintivamente o cão vai querer cruzar, sem nunca conseguir. Isso, sim, gera a frustração e estresse na vida do cão ou gato.
Conheça as desmistificações e benefícios listadas pelo World Animal Protection.
Benefícios para o animal
1. Em fêmeas, o procedimento diminui o risco de câncer de mama. E quanto mais cedo, melhor: 99% das cadelas castradas antes do primeiro cio não desenvolvem a doença. Já em gatas, a castração reduz as chances de câncer de mama entre 40% a 60%.
2. Em machos, a castração reduz a frustração sexual e a necessidade de sair em busca de “namoradas”. Ao mesmo tempo, isso diminui o risco de fugas, atropelamentos e brigas com outros machos.
3. As fêmeas não ficam mais vulneráveis a infecções uterinas graves, como a piometra, uma vez que o seu aparelho reprodutor é removido durante o procedimento.
Já em machos, reduz-se em grande escala os problemas de próstata e evita-se o câncer de testículo, que pode ser fatal.
4. As fêmeas não entram mais no cio, poupando os tutores de lidar com o sangramento e com possíveis cães de rua importunando no portão.
Cães e gatos machos sentem menos necessidade de marcar o seu território com urina.
Seu animal de estimação também pode ficar mais dócil, facilitando a interação e reduzindo situações problemáticas – especialmente entre os que tinham comportamento agressivo antes.
5. Uma vez que seu cão está castrado, consulte seu veterinário sobre a quantidade de comida que você deve oferecer. Em geral, os animais castrados consomem menos calorias. Ressaltamos ainda que a castração em si não faz os animais engordarem. O que acontece em alguns casos é a redução de atividade física (o animal fica mais calmo), o que o leva a ganhar peso.
Basta ficar de olho e não deixar de exercitá-lo.
Fonte: World Animal Protection

Cão salva tutora de incêndio nos Estados Unidos

Um cão salvou este domingo (23) a tutora de um incêndio em Filadélfia, nos Estados Unidos. A façanha é atribuída como heroísmo pelos vizinhos, que ao ouvirem o cão ladrar tão cedo conseguiram dar conta das chamas.

“O cão Che é muito protetor com a tutora”, disse Anthony Daly, um dos vizinhos, à Action News.

Às 4:30 da manhã de domingo, os vizinhos começaram a ouvir o cão ladrar, o que era muito estranho. Os latidos do cão acordaram os vizinhos. “Quando eu olhei da janela consegui ver as chamas”, disse Daly. “O primeiro andar estava todo consumido pelas chamas.”

Quando os bombeiros chegaram à casa de Andrea Bulat encontraram o cão por cima da tutora, que estava desmaiada na cama. “O cão ficou sobre o seu peito durante o tempo todo, o que preveniu que a mulher fosse totalmente queimada”, comentou outro vizinho.

Bulat foi levada para o Hospital de Temple em estado crítico com queimaduras em quase 50% do seu corpo. Os bombeiros tiveram de usar oxigênio para ressuscitar Che. O cão está num hospital veterinário, onde está a ser tratado por inalação de fumaça.

Os vizinhos querem nomear Che como um verdadeiro herói. “Se Che não estivesse ali, ela tinha morrido”, um dos vizinhos afirmou.

O cão, uma mistura de Chow-Chow e Golden Retriever, tem 10 anos. Não se sabe se o animal vai sobreviver, devido à sua idade e à quantidade de fumaça inalada. As causas do incêndio estão a ser investigadas pelas autoridades locais.

incendioDivulgação

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: Sic Notícias

Justiça proíbe vaquejadas na comarca de Paulo Afonso

A Justiça acatou pedido liminar feito em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público estadual, por meio da promotora de Justiça Milane Caldeira Tavares, e proibiu a realização de vaquejadas nos municípios da comarca de Paulo Afonso (BA). Proferida na sexta-feira, 21, a decisão impediu a realização da ‘5ª Grande Vaquejada do Povoado do Tigre’, que ocorreria no Clube Sabiá, em Paulo Afonso, neste sábado, dia 22. O juiz Rosalino dos Santos Almeida determinou também que sejam cassadas quaisquer autorizações já concedidas para vaquejadas na comarca e fixou multa não inferior a R$ 100 mil para quem descumprir a decisão.

A ação e a determinação judicial se baseiam em decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que considerou, no último dia 6, a vaquejada como crime ambiental de maus-tratos a animais e declarou inconstitucional lei estadual do Ceará que regulamentava a prática. Em seus argumentos, a promotora Milane Tavares aponta também que o Brasil é signatário da Declaração Universal dos Direitos Animais (Bruxelas, 1978), a qual não apenas condena, no artigo 3º, maus tratos e atos cruéis contra animais, como prevê que nenhum animal deve ser usado para divertimento do homem, no artigo 10º. O juiz Rosalino Almeida fez alusão à decisão do magistrado Admar Ferreira Sousa que, também acatando pedido do MP, já havia proibido a realização de vaquejadas na comarca de Mata de São João.

Recomendações
A decisão também considerou as recomendações expedidas pelo MP, na quinta-feira, 20, para os prefeitos dos municípios de Glória, Paulo Afonso e Santa Brígida. Nelas, a promotora de Justiça Milane Tavares recomenda que os gestores não autorizem e cancelem “eventuais autorizações já concedidas para a realização de vaquejadas, puxadas de boi e quaisquer outras que importem em maus-tratos a animais”, e usem do poder de polícia municipal para impedir a realização dos eventos.

Fonte: MP Bahia

Notícias mais antigas

Pit bull abandonado enche de beijos ativistas que o socorreram

Por Ana Luiza Yoneda / Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Hope For Paws

A vida de cães abandonados é extremamente difícil. As pessoas geralmente desconfiam desses animais por medo de que eles possam ser agressivos ou ter alguma doença contagiosa. Esse é um problema real para cães abandonados de maior porte – principalmente em se tratando de pit bulls.

https://youtu.be/wMmhj-m6KDc

Essa raça em especial carrega o peso de anos de falsos estigmas e mitos de que os cães são naturalmente violentos, quando na verdade, esse estereótipo ocorre porque eles são explorados em lutas. Por isso, a vida para um pit bull abandonado é muito mais difícil quando é preciso  lutar para encontrar alimento, água potável e um abrigo para sobreviver.

Por sorte, existem muitas pessoas boas que se recusam a aceitar o rótulo que os pit bulls ganharam e trabalham incansavelmente para dar a eles uma chance de ter uma vida digna. Nesse vídeo, podemos ver a equipe de resgate da Hope for Paws fazendo isso.

Após encontrar o pit bull Brutus em um beco, a equipe se empenhou para resgatá-lo. Brutus é, compreensivelmente desconfiado, mas só foram necessários alguns petiscos e chamá-lo de forma carinhosa que ele logo se aproximou. Depois de entrar no carro, a equipe disse “não se preocupe, tudo vai ficar bem” e com isso, Brutus começou a encher os ativistas de beijos, mostrando que os pit bulls são tão amorosos como os outros cães, informou o One Green Planet.

 

 

Aplicativo gratuito ajuda na busca por animais perdidos

Foi pensando em solucionar o desespero de muitos tutores que perdem seus amados animais domésticos que uma empresa em Uberlândia (MG) decidiu criar um aplicativo que funciona como uma rede social para animais. O Bark Social também cria um catálogo de animais para doação.

Disponível gratuitamente para Android e iOS, o app funciona da seguinte maneira: o usuário cria um perfil para o animal, cadastrando endereço onde mora. A partir deste endereço, o Bark Social criará um raio ao redor do usuário, formando uma comunidade com outras pessoas que também usem o aplicativo.

Assim, quem está numa mesma região, tem seu aviso visualizado por todos da mesma localização, o que aumenta as chances de encontrar o animal desaparecido.

De acordo com os idealizadores, a expectativa dos sócios é que o Bark Social seja uma referência para associações de proteção, ONGs, protetores de animais, centros de zoonoses e tutores de animais que são precavidos sobre o risco de seus animais fugirem ou que queiram ajudar.

Fonte: Notícias ao Minuto Brasil

Gustavo Lima e Quimy

A história do Gustavo e do Quimy começa como amor a primeira vista. Como apoio à causa de proteção animal, o gatinho foi adotado através da Crys Adote, que ficou triste pela despedida do amigo Quimy, mas muito feliz por saber que ele ganhou uma família. Parabéns ao Gustavo e a Crys pelo lindo gesto de amor à vida!

 

2a Cãominhada Educativa Outubro Pet Rosa Vida Animal

Um evento de conscientização e valorização da vida!

No dia 8 de outubro, donos de animais, muitos pets e apoiadores estiveram presentes na orla de Itaparica para um evento dedicado a conscientização do
câncer em animais.

O evento que foi promovido pela Farmácia Vida Animal contou com mais de 3000 participantes e muitas doações para Ongs e protetores animais.

Justiça proíbe vaquejadas na comarca de Paulo Afonso

A Justiça acatou pedido liminar feito em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público estadual, por meio da promotora de Justiça Milane Caldeira Tavares, e proibiu a realização de vaquejadas nos municípios da comarca de Paulo Afonso (BA). Proferida na sexta-feira, 21, a decisão impediu a realização da ‘5ª Grande Vaquejada do Povoado do Tigre’, que ocorreria no Clube Sabiá, em Paulo Afonso, neste sábado, dia 22. O juiz Rosalino dos Santos Almeida determinou também que sejam cassadas quaisquer autorizações já concedidas para vaquejadas na comarca e fixou multa não inferior a R$ 100 mil para quem descumprir a decisão.

A ação e a determinação judicial se baseiam em decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que considerou, no último dia 6, a vaquejada como crime ambiental de maus-tratos a animais e declarou inconstitucional lei estadual do Ceará que regulamentava a prática. Em seus argumentos, a promotora Milane Tavares aponta também que o Brasil é signatário da Declaração Universal dos Direitos Animais (Bruxelas, 1978), a qual não apenas condena, no artigo 3º, maus tratos e atos cruéis contra animais, como prevê que nenhum animal deve ser usado para divertimento do homem, no artigo 10º. O juiz Rosalino Almeida fez alusão à decisão do magistrado Admar Ferreira Sousa que, também acatando pedido do MP, já havia proibido a realização de vaquejadas na comarca de Mata de São João.

Recomendações
A decisão também considerou as recomendações expedidas pelo MP, na quinta-feira, 20, para os prefeitos dos municípios de Glória, Paulo Afonso e Santa Brígida. Nelas, a promotora de Justiça Milane Tavares recomenda que os gestores não autorizem e cancelem “eventuais autorizações já concedidas para a realização de vaquejadas, puxadas de boi e quaisquer outras que importem em maus-tratos a animais”, e usem do poder de polícia municipal para impedir a realização dos eventos.

Fonte: MP Bahia

Cão salva tutora de incêndio nos Estados Unidos

Um cão salvou este domingo (23) a tutora de um incêndio em Filadélfia, nos Estados Unidos. A façanha é atribuída como heroísmo pelos vizinhos, que ao ouvirem o cão ladrar tão cedo conseguiram dar conta das chamas.

“O cão Che é muito protetor com a tutora”, disse Anthony Daly, um dos vizinhos, à Action News.

Às 4:30 da manhã de domingo, os vizinhos começaram a ouvir o cão ladrar, o que era muito estranho. Os latidos do cão acordaram os vizinhos. “Quando eu olhei da janela consegui ver as chamas”, disse Daly. “O primeiro andar estava todo consumido pelas chamas.”

Quando os bombeiros chegaram à casa de Andrea Bulat encontraram o cão por cima da tutora, que estava desmaiada na cama. “O cão ficou sobre o seu peito durante o tempo todo, o que preveniu que a mulher fosse totalmente queimada”, comentou outro vizinho.

Bulat foi levada para o Hospital de Temple em estado crítico com queimaduras em quase 50% do seu corpo. Os bombeiros tiveram de usar oxigênio para ressuscitar Che. O cão está num hospital veterinário, onde está a ser tratado por inalação de fumaça.

Os vizinhos querem nomear Che como um verdadeiro herói. “Se Che não estivesse ali, ela tinha morrido”, um dos vizinhos afirmou.

O cão, uma mistura de Chow-Chow e Golden Retriever, tem 10 anos. Não se sabe se o animal vai sobreviver, devido à sua idade e à quantidade de fumaça inalada. As causas do incêndio estão a ser investigadas pelas autoridades locais.

incendioDivulgação

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: Sic Notícias

Conheça os benefícios da castração animal

A castração previne doenças e ninhadas indesejadas

Nem todos os cães e gatos que nascem nas ruas conseguem um lar. A castração, além de reduzir a quantidade de ninhadas indesejadas, ainda previne de doenças. Há muitos cães de rua onde você mora? Castrar seu cão é um ato de responsabilidade. Há muitos mitos a cerca da ação, entre eles, que as fêmeas devem ter uma ninhada antes de serem castradas ou que os machos ficarão tristes. Todas as afirmações são falsas.
Muitos filhotes que nascem acabam abandonados ou em situação de risco. Já imaginou quantas fêmeas entraram no cio, nos últimos anos, em seu prédio ou na sua rua? Esses possíveis “parceiros” são percebidos à distância por eles, mas não pelos humanos. Ou seja, instintivamente o cão vai querer cruzar, sem nunca conseguir. Isso, sim, gera a frustração e estresse na vida do cão ou gato.
Conheça as desmistificações e benefícios listadas pelo World Animal Protection.
Benefícios para o animal
1. Em fêmeas, o procedimento diminui o risco de câncer de mama. E quanto mais cedo, melhor: 99% das cadelas castradas antes do primeiro cio não desenvolvem a doença. Já em gatas, a castração reduz as chances de câncer de mama entre 40% a 60%.
2. Em machos, a castração reduz a frustração sexual e a necessidade de sair em busca de “namoradas”. Ao mesmo tempo, isso diminui o risco de fugas, atropelamentos e brigas com outros machos.
3. As fêmeas não ficam mais vulneráveis a infecções uterinas graves, como a piometra, uma vez que o seu aparelho reprodutor é removido durante o procedimento.
Já em machos, reduz-se em grande escala os problemas de próstata e evita-se o câncer de testículo, que pode ser fatal.
4. As fêmeas não entram mais no cio, poupando os tutores de lidar com o sangramento e com possíveis cães de rua importunando no portão.
Cães e gatos machos sentem menos necessidade de marcar o seu território com urina.
Seu animal de estimação também pode ficar mais dócil, facilitando a interação e reduzindo situações problemáticas – especialmente entre os que tinham comportamento agressivo antes.
5. Uma vez que seu cão está castrado, consulte seu veterinário sobre a quantidade de comida que você deve oferecer. Em geral, os animais castrados consomem menos calorias. Ressaltamos ainda que a castração em si não faz os animais engordarem. O que acontece em alguns casos é a redução de atividade física (o animal fica mais calmo), o que o leva a ganhar peso.
Basta ficar de olho e não deixar de exercitá-lo.
Fonte: World Animal Protection

Cadela paraplégica se ‘alia’ com cães e arrecada ração para ONG de animais

Fantasiada de ‘abóbora’, cadelinha fez pedido: ‘Petiscos ou travessuras?’. Cerca de 130 kg de ração foram doados para cães e gatos de Sorocaba.

Cadela foi vestida com uma fantasia de abóbora (Foto: Patrícia Alcoléa/Arquivo pessoal)

“Doces ou travessuras?”, ou melhor, “petiscos ou travessuras”. Para celebrar o Dia das Bruxas, a tutora de uma cadelinha paraplégica que ficou famosa na internet pela sua história de superação a vestiu de abóbora e, juntas, arrecadaram com a ajuda de outros cães que também ganharam as redes sociais, mais de 100 quilos de ração para cães e gatos. Esta é a segunda vez que a dupla de Sorocaba (SP) se inspira no Halloween para ajudar uma ONG que resgata animais abandonados. Em 2015, Alê usou um chapéu de bruxa e saiu pela cidade com a cadeira de rodas toda personalizada.

Ao G1, Patrícia Alcoléa conta que apesar do sucesso da ação no ano passado, dessa vez o foco foi outro: conseguir os alimentos com pets conhecidos na web.

“Cada vez mais as páginas na internet crescem. Então, decidi ir atrás deles para ver se topavam entrar na brincadeira. Fiquei um pouco receosa no começo, achando que ninguém iria topar, mas pelo contrário, as pessoas e seus pets me receberam muito bem e fizeram suas doações”, diz.

A brincadeira reuniu os animais que têm muita história de superação por trás dos latidos. Além da “Alê”, o cão chamado de “Cupcake”, que tem somente duas patas, participou da ideia. “Teve até bichinho de longe participando, como o cãozinho Gui, de Jaú; a Rapozinha, do Rio Grande do Sul, e a Vida e o Petit do Rio de Janeiro (RJ). Nesse caso, eles me mandaram vídeos respondendo à pergunta: “petisco ou travessura?”, explica a publicitária.

ale-e-cupcake

(Alê encontrou outros cães com histórias de superação (Foto: Patrícia Alcoléa/Arquivo pessoal)

Gatos também podem

De acordo com Patrícia, além dos cães, o diferencial desta vez foi a inserção de gatos. “As pessoas esquecem que nas ONGs também têm gatos esperando por um lar e precisando de comida”, comenta a tutora da cadelinha youtuber, que mantém uma página nas redes sociais com conteúdo lúdico sobre o mundo dos pets.

Além da diversão, a ideia de arrecadar doação deu certo, já que cerca de 130 quilos foram adquiridos. Toda a ração foi encaminhada à Associação de Abrigo Temporário de Animais Necessitados (AATAN). “Estou bem contente com o resultado, mas principalmente por poder ajudar aqueles [animais] que não tem um lar e necessitam de ajuda”, finaliza.

 

racao

‘Aleijadinha –Alê’

As publicações que deixaram a cadela famosa na internet são administradas pela Patrícia que coleciona mais de 21 mil curtidas na página. “Alê” ganhou uma segunda chance ao ser encontrada pela irmã da publicitária se arrastando em uma rodovia, debilitada e sem o movimento das patas traseiras.

Em meio a machucados e sem os movimentos, a cachorrinha foi encaminhada para dois veterinários. Com uma nova família e recuperada dos ferimentos, Alê enfrentou a fase de fisioterapia.

Atualmente, a família se desdobra para zelar pelo bem-estar da Alê e dos outros três cães da casa. Segundo Patrícia, além da cadeira de rodas especial, ela precisa usar fraldas, consequência de ter perdido o controle das fezes e urina.

Dos dias em que se arrastava para sobreviver sozinha em uma rodovia até hoje, quem conhece Alê se comove, segundo Patrícia. Mas, ela garante que a cadelinha se adaptou e está cercada de amor para aproveitar o resto da segunda chance de viver. “Eu queria que as pessoas soubessem que não precisam ter pena, pois ela é muito feliz e tem todos os recursos que precisa para viver bem”, finaliza.

sp_sorocaba_cadela_paraplegica_alia_caes_arrecada_racao_ong_6sp_sorocaba_cadela_paraplegica_alia_caes_arrecada_racao_ong_5

Dona mantém página em rede social da cadela de estimação (Foto: Patrícia Alcoléa/Arquivo pessoal)

Fonte: Olhar Animal

Centenas protestam contra a volta de touradas em Barcelona, Espanha

O partido PACMA luta pelo direito dos animais. (Foto: Noroeste)

Centenas de pessoas caminharam pelas ruas de Barcelona para protestar contra a volta das touradas na cidade.

A corte constitucional da Espanha anulou no dia 20 de outubro uma proibição regional da Catalunha com relação às touradas, dizendo que a mesma violava uma lei nacional que protege o controverso espetáculo.

O partido PACMA de direitos dos animais convocou a manifestação no dia 22 como parte de sua “missão de abolição”. O PACMA disse que continuará sua briga para por fim a todos os espetáculos de touradas no país.

Barcelona é a capital da Catalunha, a poderosa região norte do país que proibiu as touradas em 2010. A proibição reflete um crescente movimento contra as touradas, mas foi vista também como um caminho nas gestões do governo catalão no sentido de separar-se da Espanha.

O PACMA também convocou manifestações em Madri e outras cidades.

Tradução de Nelson Paim

Fonte: Olhar Animal

Homem invade recinto de panda, acorda animal e é atacado

Um homem acabou se dando mal após invadir o recinto de um panda no zoológico de Nanchang, na província de Jiangxi (China), na última quinta-feira (27).

Imagens das câmeras de segurança registraram que, após entrar no local, o homem começou a mexer com o panda Meiling, de 12 anos e 120 quilos, que dormia em um canto.

Após acordá-lo, o invasor foi atacado pelo animal e acabou entrando em uma luta contra ele. O “vencedor” acabou sendo o urso, que imobilizou o homem por alguns minutos antes de ele conseguir se soltar das garras do panda e fugir.

Segundo o site Sky News, o porta-voz do zoo, Kuang Huaming, disse que o invasor deixou o zoológico logo escapar do recinto e não foi encontrado. Testemunhas ainda disseram que ele estava com a calça bastante rasgada ao sair do local, mas parecia estar bem. O panda passou por exames médicos e passa bem.

De acordo com a CCTV News, o vídeo da invasão seguida de ataque e luta viralizou no país. A população pede que o homem, que seria um turista, seja localizado e punido pela atitude inapropriada.

 

Fonte: Olhar Animal